Vírgula-imagem ::: Marcelo Terça-Nada!

10.09.08

EIA 2008: Experiência Imersiva Ambiental

por Marcelo Terça-Nada!

Em 2008, o EIA- Experiência Imersiva Ambiental- iniciou um JOGO urbano. As etapas são: REUNIÕES SEMANAIS, DEBATES e SEMANA DE IMERSÃO.

O grande diferencial do EIA 2008 em relação aos EIAs anteriores (2004, 2005, 2006) é que este ano não receberemos projetos de intervenção urbana. A idéia é que as pessoas venham para São Paulo jogar.

O JOGO já começou e novos jogadores podem entrar a qualquer instante. O JOGO é aberto e os jogadores estão diretamente implicados na sua construção. Um dos objetivos do jogo é estabelecer na cidade plataformas criativas que permitam o encontro e o diálogo entre os participantes e outras pessoas que estão no tabuleiro urbano.  Os movimentos dos jogadores se dá segundo as regras criadas pelo coletivo, que deverá redesenhar as várias camadas de limites na urbes à favor da experiência imersiva ambiental.

Os debates começam na quinta-feira, 11 de setembro de 2008, quando também será lançado o site www.mapeia.net

E serão apresentados os dados, cartas, tabuleiros, regras e acasos deste jogo.

A semana de imersão acontece de 5 a 14 de dezembro. Os dias de ação se alternam em derivas totais e imersão nos TERRITÓRIOS ANFITRIÕES. A imersão inicia-se com a festa de abertura que vai acontecer no Morro do Querosene e encerra- se com um desfile de máscaras e fantasias no Parque da Aclimação.

Mais uma vez, vamos realizar o EIA sem $ que não seja o nosso e sem apoio que não seja dos amigos! Até mandamos projeto para alguns editais, mas parece que nossas regras não são as dos possíveis apoiadores.
TERRITÓRIOS ANFITRIÕES

São lugares onde tem um ou mais jogadores residentes e mediadores que apresentam a comunidade, com seus cantos, becos, centros, histórias, problemas.

REGRAS

As regras propõem uma forma de interagir. Por hora, temos as seguintes regras, criadas coletivamente:

1- Todas as regras podem mudar.

2- A ação do jogo deve se dar prioritariamente nos espaços públicos.

3- Os movimentos dos jogadores devem buscar a interação com as pessoas.

4- É proibido alegar a condição de “artista” para realizar os trabalhos.

5- Não realizar performance com cara de performance/ fome.

6- Não mais que três pessoas no registro fotográfico e fílmico

As regras acima já estão valendo. Uma vez participando, você pode modificá-las e acrescentar novas, se todos outros jogadores concordarem.

CARTAS

Cartas para o jogo

Para criar o sistema/ dinâmica do jogo, surgiu a idéia de trabalharmos com cartas. Cada família/ naipe de carta cumpre uma função no jogo.

NAIPE DESLOCAMENTOS:

Essas cartas têm a função de apontar um trajeto geográfico (ponto de chegada e/ou forma de deslocamento). Serão retiradas a cada noite anterior ao dia de ação. Precisamos pensar num formato para essas cartas. Eu acho que tem que ser como as de baralho, com o verso igual… Já foram levantados as seguintes cartas:

Pegar o primeiro ônibus com nome de Jardim que passar

Partir do marco zero da cidade. Passar o dia sobre trilhos e percorrer os trajetos nos sentidos N, S, L e O, com possíveis descidas.

Ir para a localidade de uma notícia de jornal do dia anterior.

Escolher coordenadas e abrir o Guia de Ruas em qualquer página.

“Derivador”- uma espécie de ponteiro para você girar e seguir na direção apontada.
NAIPE FORMAS DE DECISÃO

Não foi muito discutido, mas trata-se da idéia de, em caso de impasse, tirarmos uma carta que definirá se vamos tomar uma decisão a partir de:

voto

consenso

sorteio

Fulano decide
Elementos/ Mochila

Quando começaram as conversas sobre o jogo, e o EIA pensava em como transformar o projeto para potencializar nosso foco de rua, imersão, convívio, coletivo e diluição de autoria, foi definido que não receberíamos mais projetos fechados (seja de artistas independentes ou coletivos). A palavra que começamos a usar (de forma um tanto vaga e provisório) foi “elementos”:

“Vamos chamar a galera para chegar em Sampa com seus elementos”. Ok, transformamos isso em “mochila”.

Ou seja, cada um vem com sua mochila com os materiais para sua deriva urbana. Cada um tem que reservar um espaço nessa mochila para os materiais que o coletivo vai precisar (grampeador, trincha, garrafa de água). Ou seja as mochilas são ao mesmo tempo individuais e coletivas. E vamos criar dinâmicas de rodízio dessas mochilas, de tal forma que em algum momento eu vou poder trabalhar com os elementos de outro jogador. Acho que podemos listar os recursos comuns pelo site.

Como participar
Apareça nos debates!
Mande um e-mail para 2008eia@gmail.com e fique de olho no site www.mapeia.net, ele entrará no ar em breve.
Participe da comunidade EIA no orkut.
Se você é de Sampa, ofereça hospedagem para a galera de fora.

Compartilhe:

3 Comentários Adicione seu comentário

  • 1. Debate: Ambientes virtuai&hellip  |  10.09.08 às 20:47

    […] 1º debate do EIA 2008 “Ambientes virtuais e campos de imersão” acontece dia 11 de setembro de 2008, […]

  • 2. Ciclo de debates do EIA 2&hellip  |  16.09.08 às 18:21

    […] debates da Experiência Imersiva Ambiental 2008 continuam. As conversas acontecem nos dias 17, 18 e 19 de setembro entre 19h e 22h no Centro […]

  • 3. JUCELI  |  15.12.08 às 17:12

    GOSTARIA DE SABER O RESULTADO DO JOGO DA EXPERIENCIA IMERSIVA AMBIENTAL DESTE FINAL DE SEMANA….. ESTOU REALIZANDO TRABALHO SOBRE O ASSUNTO…
    OBRIGADA!!!

Deixe um Comentário

Obrigatório

Obrigatório, (não aparecerá no site)

Algumas tags de HTML permitidas:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Trackback this post  |  Inscreva-se para acompanhar os comentários via RSS Feed

<< Texto anterior: Debate: Ambientes virtuais e campos de imersão
Próximo texto: Interações Florestais: Lançamento da revista/DVD e novo site >>



© Copyleft 2017 Vírgula-Imagem :: Marcelo Terça-Nada. Alguns direitos reservados.
Feito e mantido com o software livre WordPress . Obrigado pela visita! Fazer login