Reforçando o toque

Estive novamente na exposição Negras Memórias e não poderia deixar de reforçar o toque para que as pessoas visitem esta mostra. Além dos artistas que citei na postagem anterior, a exposição apresenta trabalhos de Rubem Valentim, Mestre Didi, do Maracatu (PE), Reizado (AL), Kazumbá (MA), Ex-votos (diversas procedências), Máscaras das cavalhadas de Pirinópolis, Bumba-meu-boi (MA), inúmeros versos de poetas (Cruz e Souza, Edmilson Pereira etc) plotados nas paredes, estatuetas e elementos rituais de diversas culturas africanas (principalmente dos Gêges e Nagôs), há uma projeção contínua dos documentários “Na rota dos orixás” de Renato Barbieri (que traça ligações e influências culturais entre África e Brasil), e “Mistura e Invenção” de Isa Grispum (que é inspirado na obra de Darcy Ribeiro e desenha as origens da(s) cultura(s) brasileira(s) desde heranças portuguesas, indígenas e dos povos africanos).
Hoje, sábado, a exposição fica aberta até as 21hrs e amanhã, domingo-último-dia, das 16h às 20h30. Não deixa de ver, é muito lindo e forte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *