Coordenador da campanha de Alckmin está de saia justa

Faz um tempo que não publico nada sobre política aqui no Vírgula-imagem, mas essa notícia não podia passar em branco. Direto da IstoÉ:

Força-tarefa de auditores da Receita Federal conclui investigação e aponta que coordenador da campanha de Geraldo Alckmin criou empresas com “laranjas” e emitiu notas frias para arrecadar dinheiro junto a fornecedores do DNER. Ao analisar as contas de Eduardo Jorge, os auditores encontraram doações ao PSDB com recursos oriundos do Erário público, movimentação incompatível com a renda, uso de “laranja”, distribuição fictícia de lucros e “notas fiscais frias”, entre outros crimes. Eduardo foi secretário-geral da Presidência da República no governo de Fernando Henrique Cardoso e sobreviveu a alguns dos principais escândalos no governo de FHC… Leia matéria completa na IstoÉ, neste link.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *