Comida de Rua de Salvador é o tema do novo livro do Poro

Comida de rua de Salvador, Bahia

O autor deste blog tem o prazer de compartilhar a notícia de que seu novo livro será lançado na capital baiana na terça-feira (19/8) e em São Paulo nos dias 23 e 24/8, o “Pequeno Guia Afetivo da Comida de Rua de Salvador“.

O livro foi concebido pelo Poro (Marcelo Terça-Nada! + Brígida Campbell). Fizemos o projeto editorial e gráfico a quatro mãos.  Brígida fez lindas ilustrações que acompanham os verbetes e coroam a capa do livro. Tive o prazer de cuidar da pesquisa percorrendo as ruas de diversos bairros de Salvador fazendo um delicioso mapeamento afetivo das comidades de rua, calculo que foram percorrido uns 50km de bicicleta e a pé. Depois de muitas descobertas maravilhosas e muita pesquisa bibliográfica, escrevi os verbetes do livro que será lançado agora.

Essa publicação foi feita dentro do contexto da Galeria Esteio/Bienal da Bahia que convidou o Poro a realizar um novo trabalho. Fizemos a opção por desenvolver um Guia Afetivo, dentro da paixão que o Poro tem em experimentar o impresso como forma de gerar outras formas de ver/perceber as cidades.

Deixo o convite para quem estiver em Salvador e em São Paulo nos dias do lançamento: Continuar lendo

Poro lança a publicação “Anexo de textos”

Anexo de textos – Grupo Poro - Textos sobre intervenção urbana em Brasília

Anexo de textos foi lançado recentemente pelo Poro com escritos inéditos de pessoas que de alguma forma têm relação com a cidade de Brasília e/ou com as obras da dupla.

O Anexo de textos é complementar ao catálogo da exposição: Brasília: (Cidade) [Estacionamento] (Parque) [Condomínio].  Fazem parte da publicação os seguintes textos:

  • Pela Desfunção: retóricas caminhativas do Poro em Brasília – Gabriel Schvarsberg
  • Respiros de Urgência! – Bené Fonteles
  • Quase-ensaio – Eduardo de Jesus
  • Paisagens Escritas: impressões, narrativas, afetos – Laura Castro
  • Sobre a Exposição Brasília: (Cidade) [Estacionamento] (Parque) [Condomínio] – Poro

>> Clique para fazer download gratuito do Anexo de Textos

Casa NEXO abre suas portas e janelas em SP!

casa-nexo
Clique na imagem para ampliar

A Casa NEXO é o espaço físico da nova iniciativa da artista e articuladora Flávia Vivacqua. Sua inauguração acontece no sábado 23 de março de 2013 em São Paulo e contará com trabalhos do Poro, Bijari, Eduardo Verderame e Leo Gonçalves.

CASA NEXO CULTURAL surge com a visão de criar um lugar de convergência de uma diversidade de pessoas e conhecimentos voltados a Arte, Cultura Colaborativa e Sustentabilidade em todas as suas dimensões, gerando então um territorio de influências a partir do contato direto com o contexto local e vizinhança, as redes sociais e profissionais de outros lugares, saberes e culturas.

CASA NEXO abre suas portas e janelas para conteúdos, atividades e parcerias que promovam o encontro entre diferentes na busca por complementaridade, gerando um ambiente acolhedor onde os diálogos, a arte e a experimentação criativa, a aprendizagem, a resiliência comunitaria, praticas ambientalmente justas, e novos modos de organização social podem acontecer de forma a nutrir uma comunidade de pratica colaborativa e sustentável.

Saiba mais: www.casanexocultural.com.br

Exposição em Brasília faz abordagem crítica e poética da cidade

Poro inaugura exposição na Galeria Fayga Ostrower – Complexo Cultural Funarte Brasília. Abertura será no dia 13/dez/2012, quinta, às 19h.

A exposição Brasília: (Cidade) [Estacionamento] (Parque) [Condomínio], do Poro – formado pelos artistas Marcelo Terça-Nada e Brígida Campbell, apresenta observação subjetiva da capital federal. A abertura será no dia 13/12, às 19h, na Galeria Fayga Ostrower (Complexo Cultural Funarte). A exposição foi contemplada com o Prêmio Funarte de Arte Contemporânea 2012 – Atos Visuais Funarte Brasília – Galeria e Marquise.

A dupla, que trabalha com o objetivo de levantar questões sobre os problemas da cidade por meio de ocupações poéticas dos espaços, apresenta nesta exposição  fotografias, instalações, impressos, múltiplos e proposições inéditas. As obras que compõe a mostra foram criadas a partir de andanças pela cidade, com olhares voltados para situações do cotidiano e especificidades de Brasília. Continuar lendo