Formas de la idea: Exposição em Buenos Aires reúne obras de artistas e publicadores independentes da América Latina

Exposição Formas de la idea - Museo Nacional del Grabado - Argentina

O Museo Nacional del Grabado recebe em Buenos Aires/Argentina a exposição Formas de la Idea com publicações de artistas e editores independentes latinoamericanos. A exposição foi concebida por Magdalena Testoni (ARG), Ana Luiza Fonseca (BR) e Darío Marroche (URU) a partir do processo e debates vivenciados durante o programa Formas de la ideia, que, durante 3 meses, teve intensa programação e intercâmbios entre 50 artistas/publicadores de diversos países de nosso continente.

A mostra fica em cartaz de 14 de dezembro de 2021 a 20 de fevereiro de 2022.

Participam da Exposição:

  • +UM Coletivo | São Paulo
  • A4 Mãos Zines | São Paulo
  • Alecrim | Belo Horizonte
  • Ana Paula Garcia | Belo Horizonte
  • Anguloplata Editora | Buenos Aires
  • Austral Edições | Porto Alegre
  • Coletivo Poro | Salvador e Belo Horizonte
  • Cuerpo presente | Buenos Aires
  • Diário de pegação | Salvador
  • dos filos | Bogotá
  • Ediciones La Rural | San Miguel de Tucumán
  • Ediciones Presente | Buenos Aires
  • Ediciones Sagital | Buenos Aires
  • Editorial Vortex | Valparaíso
  • Esto Es un Libro | Ciudad de México
  • Estudio Toro | Concepción
  • Foi à Feira | São Paulo
  • Fotolab Linaibah | São Paulo
  • Guerrilla Zine | Concepción
  • impresopormí/micropoéticas | La Plata
  • Instantes Gráficos | Buenos Aires
  • Kena Kitchengs | Toluca
  • La Balsa Editora | Bilbao
  • La Tosca | São Paulo
  • Lafat Bordieu | Santiago de Chile
  • Laura Moreira | Porto Alegre
  • Loreley Books | Santo André
  • Macabra | Montevideo
  • María Arribasplata | Trujillo
  • Nós, as poetas! | Rio de Janeiro
  • Pequeño Pato Salvaje | Lima y Madrid
  • Phonte88 | Belo Horizonte
  • Policarpo Q. | Buenos Aires
  • Porta Aberta | Goiana
  • Proyecto Desbordes | San José y Córdoba
  • PS_São Paulo | São Paulo
  • Punto Rosa | Buenos Aires
  • Rafaela Jemmene | São Paulo
  • Rompo Todo | Buenos Aires
  • Sinistra Edições | São Paulo
  • Sociedad Anómica | Guayaquil
  • Soma Publicaciones | Lima
  • Taller Editorial Ambidiestro | Bogotá
  • tefopress | São Paulo
  • Tipografia do Zé | Belo Horizonte
  • Titihoon | Buenos Aires
  • tumbalacasa | Ciudad de México

Sobre o como, o quê e o por quê publicar

“O livro é um espaço de encontro e as feiras de arte impressa são o espaço onde este encontro se multiplica. Nestes locais onde entram em contacto artistas e publicadores autônomos, acontecem coisas que nem sempre são visíveis. São esses gestos no corredor, as conversas entre vizinhos de banca, que dão origem a novas colaborações, novos projetos, novas tramas que expandem e fortalecem a rede.

[Com a pandemia] Quando não foi possível realizar atividades públicas e presenciais, as feiras de Microutopías (Uruguai), Paraguay (Argentina) e Tijuana (Brasil) se reuniram para criar uma programação com o objetivo de traduzir esses gestos e dar-lhes continuidade. Assim nasceu Formas de la idea: como uma experiência coletiva, como uma questão inicial, como uma desculpa para o encontro.

A formação desta rede de artistas permitiu, durante três meses, a conversa e troca em torno dos processos criativos e produtivos das nossas publicações independentes, e assim colocar em comum as práticas e as dúvidas que as acompanham.

Colocar a rede em observação significa observar, ao mesmo tempo que somos observados, uma tentativa de fomentar uma atitude crítica sobre o que fazemos e nos rodear de relatos que têm a ver com nossa experiência de autogestão no contexto latino-americano.

Ao deambular pelo processo de produção, a pergunta aparece várias vezes, por que publicar? Publicar é colocar à disposição, é tornar visível, é decidir sobre o que poderá ser lido, é fazer circular, ou seja, é fazer o que entrará em algum murmúrio na história. Publicar é uma forma de perseverar, é um gesto ao longo do tempo.

Acreditamos que publicar e fazer circular são ações que entrecruzam os fios desta rede. Uma rede feita de nós, porque nossa prática sabe insistir no insustentável, descobrir quantas coisas fazem parte de um processo de troca e produzir a partir da fissura. Ao mesmo tempo, é feito de desvios e linhas que se cruzam, e apostamos nessa forma de convivência.”
Texto de Magdalena Testoni (ARG), Ana Luiza Fonseca (BR) e Darío Marroche (URU)
[tradução: Marcelo Terça-Nada!]

Serviço:

O que: Exposição Formas de la Idea
Onde: Piso 4 do Museo Nacional del Grabado.
Endereço: Riobamba 985, Ciudad de Buenos Aires, Buenos Aires/Argentina
Quando: 14 de dezembro de 2021 a 20 de fevereiro de 2022
Saiba mais em: https://museodelgrabado.cultura.gob.ar/exhibicion/formas-de-la-idea/

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *