Projeto Bicicleta-Sala-de-Leitura

Lendo a 30 Km/h…

Está certo, o ambiente não é dos mais agradáveis, mas lá estava eu com o objetivo de fazer algum exercício físico com certa periodicidade. Logo de cara vi que os entediantes 20 minutos pedalando sem variação de paisagem e sem vento no rosto seriam o maior obstáculo para conseguir voltar ali com frequência saudável. Ou mesmo para não desistir já na próxima semana. Foi aí que surgiu, em janeiro de 2008, o projeto Bicicleta-Sala-de-Leitura*: ler enquanto pedalo na academia.

Por mais estranho que possa parecer, desde então uma coisa puxa a outra: ler e pedalar.

Mesmo nas manhãs de extrema preguiça, pulo rapidamente da cama, pois quero continuar logo a ler aquele livro maravilhoso e, para isso, vou à academia. Vou à academia e, por isso, a correria do cotidiano não engole mais meu tempo para ler.

Com o projeto Bicicleta-Sala-de-Leitura, passo de um livro para o próximo e alguma leitura está sempre em andamento. Com isso, um livro sempre me acompanha pra cima e pra baixo, o projeto se expande e vira um anti-tédio-geral. A fila do banco, o engarrafamento, o tempo de espera no médico ou os vários minutos aguardando aquele amigo que sempre atrasa já não são mais problema: se tornam prazerosos momentos de leitura.

O projeto já é sucesso absoluto: 7 livros em 6 meses – a saúde e meu prazer de ler agradecem.

Já passaram pelo projeto Bicicleta-sala-de-leitura*:

  • História de Cronópios e Famas (Julio Cortazar)
  • Manuelzão e Miguilim (Guimarães Rosa)
  • La increible y triste historia de la Candida Erendira y de su abuela desalmada (Garcia Marques)
  • As cosmicômicas (Ítalo Calvino)
  • Se um viajante numa noite de inverno (Ítalo Calvino)
  • Fahrenheit 451 (Ray Bradbury)
  • Uma aprendizagem (Clarice Linspector)

*O projeto Bicicleta-Sala-de-Leitura conta com apoio especial dos amigos que me emprestaram boa parte dos livros acima e de outros títulos que estão na fila das próximas leituras. Valeu companheiragem!

5 comentários sobre “Projeto Bicicleta-Sala-de-Leitura

  1. ana carmo disse:

    Marcelo, adorei a idéia de ler na ergométrica!!!
    nas filas de espera, metrô, ônibus, atrasos e afins já sou adepta. Tenho sempre um livro dentro da bolsa, e outro na cabeceira da cama… rs
    beijo de sampa

  2. Márcia Andrade disse:

    “LER TAMBÉM É UM EXERCÍCIO”
    Seu cérebro é oxigenado com a atividade física o q de certa forma te facilita 3 vezes mais rápido a compreensão da sua leitura durante esse processo.

  3. Erica patricia disse:

    É algo que já pratico.Sou um pouco ansiosa, por isso fila de banco e bicicleta ergométrica… só com um bom livro.

  4. josefa maria da conceição disse:

    Oi que bom que encontrei mais um parceiro, pois descobrir, que é bem proveitoso, pedalar, ou fazer esteira, e ler, pois assim estamos fazendo um grande bem para o nosso corpo como também para a nossa mente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *