Poro 7 anos: uma retrospectiva recheada de imagens inéditas

Em abril de 2009, o Poro completou 7 anos de existência e, para iniciar as comemorações, preparei uma seleção de imagens inéditas. São fotos de intervenções, materiais gráficos e outros registros de nossa trajetória até aqui. A partir das imagens, escrevi essa retrospectiva, aproveitando para compartilhar algumas histórias e fatos marcantes também.

Observação: Essas são imagens que nunca tinham sido publicadas até então, ou que circularam muito pouco (não são necessariamente imagens dos nossos trabalhos mais importantes). Para ter um melhor panorama dos trabalhos do Poro, veja também esses links: Site do Poro, catálogo Desvios no Discurso, documentário “Poro: intervenções urbanas e ações efêmeras” e Dossiê Intervenção Urbana.

Façam bom proveito:

Azulejos de papel em 4 momentos

1. Campo coletivo (2008)
A exposição Campo Coletivo aconteceu no Mariantônia, em São Paulo, entre março e junho de 2008.

Coletivo Poro - Azulejos de Papel - Exposição Campo Coletivo - Maria Antonia, SP

Grupo Poro - Azulejos de Papel - Exposição Campo Coletivo - Centro Cultural Maria Antonia, SP

2. Casas de amigos (2008/2009)

Grupo Poro - Azulejos de Papel instalados em casas

Azulejos de Papel do Grupo Poro instalados no interior de casas

3. Na rua (2009)
Grupo Poro - Azulejos de Papel instalados na rua

4. Na rua, um bom tempo depois de instalado (2009)
Grupo Poro - Azulejos de Papel na rua após algum tempo
(Veja mais imagens deste trabalho)

Faixas (2009)

Grupo Poro - Faixa Desenho é Risco

Faixa do Grupo Poro
(Veja mais imagens deste trabalho)

Intermediae, Matadero Madri (2008)

Tivemos o prazer de apresentar o trabalho do Poro no Intermediae, num encontro que reuniu pessoas e grupos da Espanha e Brasil que trabalham com arte coletiva, ações em rede e intervenções urbanas. O encontro aconteceu em paralelo com a ARCO´08 em Madri/Espanha.

Por uma Cidade Sustentável
na casa da Tucuna, em Sampa (2008)

Grupo Poro - Por uma Cidade Sustentável

Coletivo Poro - Uma Cidade Sustentável é uma cidade justa

Até a última luz do dia… (2007)

Numa homenagem aos 110 anos do Parque Municipal de Belo Horizonte realizamos esse trabalho que consistiu em uma série de percursos fotográficos pelo parque até a luz do dia terminar. 80 fotos desta documentação poética foram editadas em 4 livros de imagem (exemplares únicos – formato 21x15cm) para a exposição Multiparidade – do Parque ao Palácio, ocorrida em setembro/outubro daquele ano no Palácio das Artes.

Capas dos cadernos de Até a última luz do dia (Grupo Poro)

Grupo Poro: fotos do Parque Municipal de BH

Coletivo Poro: Parque Municipal de Belo Horizonte

Grupo Poro: Roda Gigante do Parque Municipal de Belo Horizonte

Grupo Poro: Barquinhos do Parque Municipal de Belo Horizonte

Grupo Poro: Fotos do Parque Municipal de Belo Horizonte

Grupo Poro: Fotos do Parque Municipal

Grupo Poro: Livro de imagens do Parque Municipal

Grupo Poro: Fotolivro Parque Municipal de BH

Caça-palavras (2007)

Realizamos essa intervenção nos banheiros de um dos bares participantes do Comida de Buteco em Belo Horizonte.

Grupo Poro - Caça-Palavras no Comida de Buteco 2007

Caça Palavras do Coletivo Poro, instalação em banheiro de bar de Belo Horizonte

Grupo Poro - Intervenção Caça-Palavras

>> Clique e veja outras imagens da intervenção Caça-Palavras

Ilhas (2006)

Participamos da exposição coletiva “Eco-reflexão sob o olhar da arte contemporânea” que teve curadoria da Daniela Labra. Realizamos em Cuiabá o site specific “Ilhas”, criando uma analogia entre o desmatamento realizado pelos latifúndios de soja e o que sobrou de mata preservada no estado do Mato Grosso. Para quem não sabe, a situação de desmatamento lá é tal, que o governador matogrossense é bicampeão do prêmio Moto-serra de Ouro (organizado pelo Greenpeace)

Grupo Poro - Ilhas (Guaraná x Soja)
Ilhas, áreas enormes de grãos de soja rodeando pequenos círculos de guaraná – diretamente sobre o chão

Paradigmas para as Artes Visuais no Século XXI (2006)

Participamos deste seminário internacional realizando uma palestra na mesa “Arte contemporânea no espaço público”. O seminário aconteceu no CCBB do Rio e a programação contou com nomes como Ferreira Gullar, Ricardo Basbaum, Angélica de Moraes, Fernando Cocchiarale, Paulo Sérgio Duarte, Tunga, Glória Ferreira, Daniela Labra, André Parente, Arlindo Machado e Franz Manata. Foi uma honra participar do evento ao lado de pessoas tão incríveis como estas :)

Paradigmas para as Artes Visuais no Século XXI

Multiplicidade (2006)

Participamos do evento em Vitória com a palestra “Intervenções artísticas no espaço público” e com os trabalhos “Siga sem pensar“e “Contra as palavras de ordem“.

Grupo Poro - Siga sem pensar - Vitória/ES Multiplicidade

Desvios no Discurso (2005)

Foi a exposição solo do Poro, realizada na Galeria da Cemig, com registros fotográficos dos principais trabalhos realizados até então, além de vídeos e proposições. Nessa ocasião foi publicado o catálogo que reúne nossos principais trabalhos realizados entre 2002 e 2005 e está disponível para download neste link:
https://poro.redezero.org/publicacoes/catalogo-desvios-no-discurso/

O catálogo Desvios no Discurso marcou os três primeiros anos de atuação do Poro. É uma publicação de 54 páginas, sendo 38 de imagens de trabalhos e 16 páginas com os textos: “Desvios e aproximações” de Maria Angélica Melendi, “Sem a ternura precisar morrer…” de Marcos Hill e “Notas complementares” do Poro.

Grupo Poro - Reportagem Se essa rua fosse minha

Efeitos de Borda/Perdidos no Espaço (2005)

Fomos a Porto Alegre participar do encontro Efeitos de Borda: Subjetividade e Espaço Público, que aconteceu dentro do V Fórum Social Mundial. Fizemos uma palestra apresentando o trabalho do Poro e discutindo vários temas relativos a intervenção urbana e circuito de arte.

Rizoma.net

Rizoma.net by Poro
Produzimos 8 capas para o site Rizoma.net, a cada acesso ao site uma capa é sorteada e mostrada. Além do Poro, há capa de outros artistas e grupos. O Rizoma.net é uma referência de textos sobre arte, ativismo e outras formas de engajamento. Sempre vale uma visita: www.rizoma.net

Sinapse – Cidades Sitiadas (2005)

Fotos das intervenções “Enxurrada de letras” e “Jardim” foram publicadas no Caderno Sinapse Nº 38, da Folha de São Paulo de 30 de Agosto de 2005, no artigo “Cidades sitiadas“, sobre intervenções artísticas em grandes cidades.

Caderno Sinapse - Folha de S.Paulo

title=

Simples – sociedade criativa (2005)

A revista Simples nº32 publicou artigo sobre arte engajada e intervenção urbana abordando trabalhos de vários grupos e artistas, entre eles o Poro. Junto ao texto foram publicadas fotos dos trabalhos “Imagem Cor”, “Desenhando no vento” e “Enxurrada de letras”

Revista Simples - Inconsciente Coletivo

Revista Simples - Grupo Entorno e Grupo Poro

FMI na Argentina (2005)

Versão em espanhol do trabalho “FMI – Fome e Miséria Internacional” realizada pelo grupo argentino Pobres Diablos

FMI Coletivo Poro e Pobres Diablos - Argentina

Dos Pesos estampados F.M.I. Famelia y Miseria Internacional

Mondana (2005)

A primeira edição da revista Mondana publicou a reportagem Arte na rua: pós-graffiti e intervenções, com uma página dedicada ao trabalho do Poro. A edição está disponível para download: www.mondana.com.br/pdfs/mondana0.pdf
Revista Mondana - Arte saindo pelos Poros - Coletivo Poro

Ver é engolir? (2004)
adesivo para aparelhos de TV

Grupo Poro - Ver é Engolir?

Imagem-Cor em Recife (2004)

A segunda edição do trabalho Imagem Cor, foi realizada no SPA – Semana de Artes Visuais de Recife. A intervenção consiste em colar adesivos florescentes em lugares sem cor.

Grupo Poro - SPA das Artes Recife

Grupo Poro - Semanda de Artes Visuais do Recife

Casa da Fonte (2004)

Voltando do SPA das Artes em Recife, fomos para Salvador, viver mais um capítulo da história conjunta Poro+GIA. Naquela época o GIA mantinha um pequeno centro cultural independente na Ladeira da Fonte e o Poro realizou uma mostra de registros fotográficos e um bate papo lá. Entre várias outras histórias, foi durante aquela passagem por Salvador que aconteceu a histórica festa de samba de roda na Casa da Fonte, que ficou tão lotada que quase caiu. Até hoje ninguém sabe quantas pessoas passaram por lá durante a festa. Todo o dinheiro que circulou na festa nas compras e vendas de comes & bebes ganhou uma carimbada “FMI – Fome e Miséria Internacional“. Numa das paredes da casa, em meio à exposição do Poro, havia o adesivo “Arranque a etiqueta de sua roupa“, com uma tesoura dependurada ao lado – o chão amanheceu repleto de etiquetas arrancadas durante a festa…

Enxurrada de letras (2004)

As imagens dessa intervenção circularam bastante, mas essas abaixo são inéditas :)

Grupo Poro - Enxurrada de letras

Enxurrada de letras - Coletivo Poro

>> Clique e acesse outras imagens da intervenção urbana Enxurrada de Letras

Jardim em Santo Amaro (2004)

A segunda edição da intervenção Jardim foi realizada numa árida região de Santo Amaro, em São Paulo. Foi difícil achar um pouco de terra lá, mesmo procurando bastante por um jardim abandonado…

Jardim - Santo Amaro, SP - Grupo Poro

Intervenção Jardim - Grupo Poro - Santo Amaro, SP

Intervenção Jardim em Santo Amaro, SP - Coletivo Poro

Intervenção Urbana em Santo Amaro - Jardim - Grupo Poro

Grupo Poro - Intervenção Jardim em SP

Reverberações (2004)

Esse foi outro evento que para nós foi uma honra participar. O 1º encontro nacional de coletivos de arte foi organizado pela Flávia Vivacqua a partir do CORO (Coletivos em Rede e Ocupações). O encontro foi realizado dentro do Fórum Cultural Mundial em São Paulo. A camiseta “Reduza a velocidade” foi um dos trabalhos que desenvolvemos para o Reverberações.

Grupo Poro - Reduza a velocidade

Salão de M.A.I.O (2004)

1º salão de intervenções urbanas do Brasil foi organizado pelo GIA e com modelo bastante aberto e participativo. Participamos com o trabalho “Desenhando no vento
*O modelo do Salão de M.A.I.O deu origem e/ou influenciou na criação de vários outros eventos, como o EIA (Experiência Imersiva Ambiental), Multiplicidade e vários outros

Desenhando no vento - Salão de M.A.I.O - Salvador

Cabin Baggage (2004)

O Poro participou desta exposição coletiva que aconteceu dentro do Fórum Social Mundial em Mumbai, na Índia. Como aquele país foi um dos primeiros do mundo a sofrer os impactos dos alimentos transgênicos, fizemos uma camiseta abordando de maneira poética o tema.

2002 e 2003

Sobre os dois primeiros anos de atuação do Poro, há outros materiais publicados na internet, por exemplo, nesta página: Poro: intervenções urbanas realizadas entre 2002 e 2004

——————————————————————————————-

Mais fatos e participações que marcaram nossa trajetória:

Para conhecer outros trabalhos do Poro e saber mais:

Grupo Poro - Exposição Campo Coletivo, Mariantonia (SP)
Mesa de panfletos e adesivos do Poro, trabalhos distribuíveis…
na exposição Campo Coletivo (2008)

——————————————————————————————-

7 comentários sobre “Poro 7 anos: uma retrospectiva recheada de imagens inéditas

  1. Cristiano Piton disse:

    Ô minha gente! Que massa! Uma retrospectiva com um gostinho de saudade danada..
    Ó: que vontade de ter vcs por aqui na abertura da casa, pra matar saudade, aquecer o samba e comer letra!

    Beijão!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *