3 comentários sobre “Slow Food em São Paulo

  1. Marcelo Terça-Nada disse:

    Ei Pedro,
    Não sei como o Slow Food trata a questão, mas te afirmo: o aumento dos alimentos não tem nada a ver com o biocombustível. Tem a ver principalmente com o aumento da demanda de alimentos no mundo (principalmente devido a melhoria de renda nos países emergentes) e com a especulação financeira que trata os alimentos como “commoties rentáveis”. É bem complexo explicar isso, uma longa história cheia de fatores econômicos e políticos. Nesse texto tem muita informação a respeito: Fatores transitórios e estruturais na explosão dos preços

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *